Please download to get full document.

View again

of 139

Acupuntura japonesa

1. ACUPUNTURA JAPONESA NA ABORDAGEM PEDIÁTRICA 2. DIAGNÓSTICO ATRAVÉS DE PONTOS TSING COM MOXA 3. SHONISHIN Instrumentos metálicos Utilizados para tratamento…
0 views139 pages
All materials on our website are shared by users. If you have any questions about copyright issues, please report us to resolve them. We are always happy to assist you.
Documenttranscript
  • 1. ACUPUNTURA JAPONESA NA ABORDAGEM PEDIÁTRICA
  • 2. DIAGNÓSTICO ATRAVÉS DE PONTOS TSING COM MOXA
  • 3. SHONISHIN Instrumentos metálicos Utilizados para tratamento Desenvolvido no século XVII no japão Preocupação com economia dos país afetou a vida dos bebes
  • 4. INSTRUMENTOS
  • 5. INSTRUMENTOS
  • 6. SHONISHIN Surge a crise do atentado por insetos (Kanmushi): bebes nervosos e irritados Assim surge o Konishin ( equilibar o Xue e Qi)
  • 7. KANMUSHI SHO Nome para um tipo de desequilíbrio do Qi, que particularmente ocorre em crianças Sintomas de Hiperatividade, insônia e irritação noturna Manifesta-se no primeiro mês de vida, caracterizando tensão na porção da musculatura posterior (cervical e e trapézio) e dorsal superior
  • 8. TENSÃO PARAVERTEBRAL
  • 9. ESTÍMULOS - TRATAMENTO Tratamento consiste em riscar a pele do bebe com fio metálico ( sem ponta) no trajeto dos meridianos (fio de ouro).
  • 10. PARTICULARIDADES DO SHONISHI Estímulo deve ser leve Tratamento ente 1 mês de vida até os 14 anos
  • 11. ÊNFASE DOS ESTÍMULOS Utilizar friccição e pressão em pontos e trajetos de meridianos Hiperemia nos pontos e após o tratamento Em caso graves como convulsões pode se fazer sangrais em pontos tsing dos meridianos
  • 12. OBSERVAÇÃO Manter o bastão de metal entre os dedos para evitar que a criança o veja evitando o medo ao estímulo
  • 13. SINTOMAS DO KANMUSHI Voz irritada e estridente Comportamento impaciente e irado Choro e gritos noturnos Irritabilidade com qualquer coisa ou presença Bebê troca o dia pela noite Presença de disturbrios digestivos como: diarréia,prisão de ventre, cólicas abdominais, perda de apetite
  • 14. SINTOMAS ASSOCIADOS DO KANMUSHI Otite Asma Coriza Torcicolo Dermatite atópica Enurese noturna
  • 15. ESTRESSE/MÃE/BEBÊ O estresse dos pais principalmente da mãe altera a composição do leite do bebe, que ao amamentar induz no bebe um ciclo vicioso
  • 16. POR QUE A PREDISPOSIÇÃO DO BEBÊ AO AO ESTRESSE? Estresse provocado pela Prolactina Prolactina alterada altera o comportamento do bebe Alterando a estado de imunidade do bebe que no leite materno contem anticorpos importantes par ao bebe O sistema nervoso do bebe não formado em definitivo e funcionalidade naão se adapta aos estímulos e levando ao estresse
  • 17. SHINISHIN: SINTOMAS SEM INVASÃO SHOMISHI E CATECOLAMINAS Estresse ativa o sistema neuroendócrino Ativa hipotálamo Que estimula o SNA ( simpático) Hipotálamo secreta neurotransmissores como: A) Dopamina B) Noradremnalina C)Fator liberador de corticotrofina
  • 18. FATOR LIBERADOR DE CORTICOTROFINA Hormônio adrenocorticotrófico (ACTH) Secretado pela Hipófise Aumenta a produção de outros hormônios (ADH, prolactina, hormonio somatotrófico (STH), Homonio do crescimento (GH) hôrminio tireotrófico (TSH) O ACTH estumula a suprarrenais a secretaram cordicóides e adrenalina (catecolminas)
  • 19. SUPRA RENAIS Liberam adrenalina e cortisol Hormonios do stresse que: Aceleram o batimento cardíaco, dilatam as puplilas, aumenta a sudorese, níveis de açúcar no sangue,
  • 20. SUPRA RENAIS contração do baço, que expulsa mais hemácias para a circulação sanguinea, ampliando a oxigenação dos tecidos e causa imunodepressão ( redução das defesas do organismo
  • 21. BEBE NESTAS CONDIÇÕES SE INSTALA DA SINDROME KAMUSHI O SHONISHI: Estimula a produção de catecolaminas ( secretado pela adrenal) Os instrumentos de estímulos em áreas como costas, abdomem, pernas e braços estimula a produção de catecolaminas atreves do acupontos nos trajetos dos meridianos A dose de estimulo é controlada pela hiperemia da pele, que determina a quantidade de estimulo ideal
  • 22. HIPÓTESE DO EQUILÍBRIO ÁCIDO-BÁSICO Estimulo controla a acidose do sangue As crianças tem facilidade em perder o equilíbrio nutricional por excesso de açúcar na alimentação, causando acidose, prejudicando a formação sanguinea gerando sintomas neuroemocionais
  • 23. EFEITOS FISIOLÓGICOS Controle do Ph Sanguineo Harmoniza o SNA Ativação da interação dos hemiférios cerebrais Melhora o sono e controla o estresse Não produz efeitos colaterais
  • 24. TEORIA DOS MERIDIANOS EM CRIANÇAS Antes dos 13 anos, os meridianos não estam totalmente formados em trajetos e numero de pontos Existem poucas rotas de Qi pelo corpo Estimulo deve ser o necessário para produzir efeitos
  • 25. TREINAMENTO DE PRESSÃO DOS ACUPONTOS EM CRIANÇAS E BEBES Treino com luva com ar ou água A pressão com os instrumetos do Shonishi jamais devem promover a perfuração da luva permitindo esvaziar a luva inflada ou cheia de água
  • 26. TIPOS DE ESTÍMULOS Pressão Raspagem Moxa indireta ( Okyu)
  • 27. DIAGNÓSTICO BÁSICO DO SHONISHIN
  • 28. DIAGNÓSTICO BÁSICO DO SHONISHIN Observação das tres linhas paralelas ao umbigo Duas linhas bilaterais no bordo costal Linhas a partir do processo xifóide
  • 29. DIAGNÓSTICO BÁSICO DO SHONISHIN O acupunturista ao longo desses trajetos, tentando palpar e perceber pontos de tensão e que a criança passa demonstrar dores
  • 30. VERIFICAR NOS PONTOS: A) Grau de tensão B) Dor a sensibilidade ao toque
  • 31. APÓS O TRATAMENTO VERIFICAR: Abdomem Paravertebral Membros Observação: verificar se a tensão diminui e o quadro mudou
  • 32. AVALIANDO A GRAVIDADE DA DOENÇA A) Dedo Indicador ( aduanas da boca do trigre) B) Região Temporal C) Olhos
  • 33. A) DEDO INDICADOR Inspeção do dedo indicador ( lado medial anatômico) Alterações como colorações da pele e dos capilares venosos e arteriais para julgar as condições da enfermidade. Se menino: indicador direito Se menina: indicador esquerdo Obs: porém devem ser observados os dois lados
  • 34. NO INDICADOR Observar: A) Área proximal ( Aduana do vento) B) Área Média ( aduana da energia) C) Área Distal ( aduana da vida)
  • 35. ADUANEIRA Vento Vida Energia
  • 36. DIFERENÇAR DOENÇAS SUPERFICIAIS/PROFUNDAS Vermelho Claro: frio e calor na superfície Vermelho Escuro: obstrução dos canais pelo frio Roxeado: doença em profundidade Branco: estado emocional abalado Preto/Amarelo: doença ampla de cura difícil
  • 37. OS DEDOS Dedo Direito: Pulmão e Baço Dedo Esquerdo: Coração e Fígado
  • 38. OBSERVAÇÕES: Pintas vermelhas no dedo esquerdo: febre e mal estar Pintas no dedo direito: tensão e dor acima do umbigo Capilar na Duana do Vento: doença ainda não se instalou (leve) Quando invade a Duana da Energia, doença grave Quando chega na Duana da Vida é incurável (cores preto,azulado,amarelo) grave com possibilidade de óbito
  • 39. Aduanas da BOCA DO TRIGRE: Diagnóstico Shonishin
  • 40. TIPO 1: Pinta vermelha em forma de ponto Desequilibrio digestivo Criança deixa de comer ou beber Cólias intestinais Gases e borborismos Criança chora e barriga inchada
  • 41. ADUANEIRA TIPO 1 Vento Vida Energia
  • 42. ADUANEIRA TIPO 2: Pinta vermelha maior Criança com sintomas anteriores e apresenta febre Tratamento imediato para recompor relações entre intestinos e estômago
  • 43. ADUANEIRA TIPO 2 Vento Vida Energia
  • 44. ADUANEIRA TIPO 3: Há uma mancha avermelhada grande, o que significa dor no estômago e intestino preso Criança sente frio e calor e não consegue evacuar ou vomitar Tratamento tem como base o estômago
  • 45. ADUANEIRA Vento Vida Energia
  • 46. TIPO 4 Presença do “Caminho da Serpente” Criança sente queimação no estômago, sede e desconforto interno Tratar Estômago
  • 47. ADUANEIRA TIPO 4 Vento Vida Energia
  • 48. ADUANEIRA TIPO 5 Entrada de sinal na “Aduana da Vida” Criança com dificuldade para respirar, tem muito sono, dorme muito e não come, ou se alimenta muito pouco Reverter a saúde do Estômago para aliviar o sintoma
  • 49. ADUANEIRA TIPO 5 Vento Vida Energia
  • 50. ADUANEIRA TIPO 6 Curva em arco para o dedo médio Criança apresenta urina avermelhada, tosse e irritação mental com suor profuso Necessita tratar o coração e o pulmão liberando a passagem do ar e do Qi
  • 51. ADUANEIRA TIPO 6 Vento Vida Energia
  • 52. ADUANEIRA TIPO 7 Curva em arco oposta ao dedo médio A criança sente calor, a mente fica irritada, há febre A criança não consegue se alimentar devido a baixa energia e do Qi no organismo
  • 53. ADUANEIRA TIPO 7 Vento Vida Energia
  • 54. ADUANEIRA TIPO 8 Forma de lança, ataque de energia maléfica gerando tremores
  • 55. ADUANEIRA TIPO 8 Vento Vida Energia
  • 56. ADUANEIRA TIPO 9 Calor no coração e fígado tornando-se extremo A criança se torna exausta, não conseguindo se alimentar o suficiente. O Shonishi é suficiente para tratar esta afecção
  • 57. ADUANEIRA 9 Vento Vida Energia
  • 58. ADUANEIRA TIPO 10 Forma de escama de peixe, a figura é extensa no dedo em sua aparência A criança torna-se muito ativa e não consegue se alimentar corretamente
  • 59. ADUANEIRA 10 Vento Vida Energia
  • 60. ADUANEIRA TIPO 11 Tipo língua de cobra, este sinal demonstra vazio interior, é de difícil tratamento
  • 61. ADUANEIRA TIPO 11 Vento Vida Energia
  • 62. ADUANEIRA TIPO 12 Linha d´agua , significa perda de apetite e enfraquecimento, choro noturno e muita sede
  • 63. ADUANEIRA TIPO 12 Vento Vida Energia
  • 64. ADUANEIRA TIPO 13 Linha do vento, significa ataque do vento do fígado e necessidade de tratamento imediato na criança
  • 65. ADUANEIRA TIPO 13 Vento Vida Energia
  • 66. ADUANEIRA TIPO 14 Caminho do inseto, significa desequilíbrio do Fígado
  • 67. ADUANEIRA TIPO 14 Vento Vida Energia
  • 68. ADUANEIRA TIPO 15 Cicatriz fria Ataque do frio, dores abdominais
  • 69. ADUANEIRA TIPO 15 Vento Vida Energia
  • 70. ADUANEIRA TIPO 16 Caminho do inseto
  • 71. ADUANEIRA TIPO 16 Vento Vida Energia
  • 72. ADUANEIRA TIPO 17 Cicatriz sinuosa, define problemas no coração
  • 73. ADUANEIRA TIPO 17 Vento Vida Energia
  • 74. ADUANEIRA TIPO 18 Escamação do dedo, significando problemas pulmonares
  • 75. ADUANEIRA TIPO 18 Vento Vida Energia
  • 76. ADUANEIRA TIPO 19 Sinal penetrando nos três níveis das aduanas Caso grave
  • 77. ADUANEIRA TIPO 19 Vento Vida Energia
  • 78. ADUANEIRAS Veias do Dedo Indicador utilizadas para Diagnóstico de Doenças Agudas, através das três pregas do dedo indicador
  • 79. ADUANEIRAS AVALIAÇÃO PELA INSPEÇÃO EM CRIANÇAS ATÉ 3 ANOS
  • 80. Indicador Direito: Meninos Indicador Esquerdo: Meninas
  • 81. MÉTODO Realiza-se a fricção (massagem) do respectivo dedo e em seguida faz-se a observação, das veias que surgem dos lados do dedo
  • 82. AVALIAÇÃO Observação das veias é realizada em crianças com menos de três anos para avaliar a gravidade das doenças
  • 83. ADUANEIRAS AVALIAÇÃO PELA INSPEÇÃO EM CRIANÇAS ATÉ 3 ANOS
  • 84. PORTÃO DO VENTO Fator Patogênico somente nos canais de conexão (LO), condição benigna de rápida cura
  • 85. ADUANEIRAS AVALIAÇÃO PELA INSPEÇÃO EM CRIANÇAS ATÉ 3 ANOS
  • 86. PORTÃO DO QI Fator Patogênico somente nos Canais Principais, sendo mais profundo e a condição e mais grave
  • 87. ADUANEIRAS AVALIAÇÃO PELA INSPEÇÃO EM CRIANÇAS ATÉ 3 ANOS
  • 88. PORTÃO DA VIDA Fator Patogênico está nos órgãos internos, sendo profundo e há risco de vida
  • 89. CRITÉRIOS A SEREM AVALIADOS A) Profundidade da cor B) Intensidade da cor C) Cor real D) Movimentos das veias E) Concentração da Cor F) Comprimento das Veias G) Espessura
  • 90. CRITÉRIOS A SEREM AVALIADOS A) Profundidade da cor: Se refere a visibilidade das veias no dedo. Se superficiais= doença no exterior Se profundas= doença no interior , ou um fator externo se tornou interno
  • 91. CRITÉRIOS A SEREM AVALIADOS B) Intensidade da cor: Espessura; Veias finas: Benigna Veias Grossas: Doenças Grave Obs: Se após a massagem desaparecerem facilmente indica insuficiência, caso contrário excesso
  • 92. CRITÉRIOS A SEREM AVALIADOS C) Cor real: Vermelho vivo: invasão de Vento-Frio/Vento Calor Rubros Púrpuras: Calor Interno Roxo Azuladas: Vento Calor ( Fígado) Convulsões
  • 93. CRITÉRIOS A SEREM AVALIADOS A) Profundidade da cor B) Intensidade da cor C) Cor real D) Movimentos das veias E) Concentração da Cor F) Comprimento das Veias G) Espessura
  • 94. CRITÉRIOS A SEREM AVALIADOS C) Cor real: Vermelho Claro: Frio por Vazio Esbranquiçadas: Deficiência Nutricional da infância Amareladas: condições do Baço Roxas Escuras: obstrução dos canais de conexão de sangue
  • 95. CRITÉRIOS A SEREM AVALIADOS D) Movimentos das veias: Veia grossa que pulsa fortemente, de forma irregular, parece congestionada, podendo indicar: estagnação do Qi Estagnação do Xue Estagnação de Umidade e Fleuma Retenção de alimentos
  • 96. CRITÉRIOS A SEREM AVALIADOS E) Concentração da Cor: Quanto mais concentrada for a cor mais grave é a doença Quanto mais concentrada indica plenitude Menos concentrada indica Vazio
  • 97. CRITÉRIOS A SEREM AVALIADOS F) Comprimento das Veias: Veias longas: * Doença evoluindo Veias Curtas: * Doença retrocedendo
  • 98. Pregas
  • 99. PÉROLA LONGA: DISTÚRBIO DE ACÚMULO
  • 100. PÉROLA FLUENTE: CALOR INTERNO
  • 101. Serpente Fugindo: Digestivo com vômitos e diarréia
  • 102. SERPENTE RETORNANDO: DISTÚRBIO DE ACÚMULO
  • 103. PREGA EM AGULHA: FLEUMA E CALOR
  • 104. TRÊS PREGAS: (IDEOGRAMA) TOSSE CRÔNICA
  • 105. PREGA COM RAMIFICAÇÃO: VENTO DO FÍGADO E CONVULSÃO
  • 106. PREGA DIAGONAL: DO RADIAL PARA ULNAR INVASÃO EXTERNA DE VENTO FRIO
  • 107. PREGA DIAGONAL DO ULNAR PARA RADIAL INVASÃO EXTERNA DE FRIO
  • 108. PREGA ARCO VOLTANDO PARA DENTRO: INVASÃO EXTERNA DO VENTO
  • 109. PREGA ARCO VOLTADA PAR FORA: INDICA FLEUMA E CALOR
  • 110. PREGA EM LANÇA: FLEUMA E CALOR
  • 111. PREGA COM EXTREMIDADE EM FORMA DE GANCHO: DEFICIÊNCIA DO YANG DO ESTÔMAGO E DO BAÇO COM FRIO INTERNO
  • 112. PREGA VERTICAL LONGA: EXCESSO DE FÍGADO (VENTO DO FÍGADO COM DEFICIÊNCIA GRAVE DO BAÇO
  • 113. PREGA EM VERME: DISTÚRBIO DE ACÚMULO
  • 114. PREGA CURVA: VENTO DO FÍGADO
  • 115. TRÊS PREGAS SINUOSAS VERMINOSE INTESTINAL
  • 116. PREGA EM ESPINHA DE PEIXE: VENTO DO FÍGADO E CONVULSÃO
  • 117. B) AVALIAÇÃO DA REGIÃO TEMPORAL Observar a qualidade da dilatação na área temporal: Vermelho-Claro: ataque do frio e calor e se encontra na superfície, geralmente com sinal que se manifesta na aduaneira Vermelho escuro: obstrução dos canais pelo frio Roxo: doença se encontra em profundidade Branco: estado emocional alterado Preto/Amarelo: doença grave, ampla de difícil cura
  • 118. C) AVALIAÇÃO DOS OLHOS Observar a esclerótica, buscando coloração avermelhada ou azulada
  • 119. C) AVALIAÇÃO DOS OLHOS Vermelho escuro: demonstra obstrução dos canais pelo frio Roxo: doença em profundidade Branco, estado emocional abalado Preto/Amarelo: doença ampla de difícil cura
  • 120. INSTRUMENTOS DO SHONISHI
  • 121. MÉTODO DE TRATAMENTO A) Pressão por Contato B) Percussão C) Fricção D)Corte
  • 122. MÉTODO DE TRATAMENTO A) Pressão por Contato: método mais comum, tocar a ponta da agulha na pele sem introduzir, pressionar suavemente os pontos durante dez segundos em cada . Escolher um total de 5 a 6 pontos em todo o corpo (para bebes)
  • 123. MÉTODO DE TRATAMENTO B) Percussão: estímulo rítmico e de pressão rápida, acompanhando o caminho do meridiano durante 20 segundos ( método específico para tratamento de diarreia).
  • 124. MÉTODO DE TRATAMENTO C) Fricção: fricciona-se a pele sobre o meridiano até alcançar a cor vermelha Serve de tratamento preventivo Aplicando fricção diarimente no bebê ( dorso superior) nas ocasiões de gripes, e serve para prevenir de gripes em épocas das mesmas
  • 125. MÉTODO DE TRATAMENTO A) Pressão por Contato B) Percussão C) Fricção D)Corte
  • 126. MÉTODO DE TRATAMENTO D)Corte: Produz um leve corte para extrair sangue Utilizar sempre em casos de emergências e em áreas bem O ponto IG2 (sangria) em crianças alivia sintomas de neurose
  • 127. MANIPULAÇÃO DA AGULHA DE PRATA Agulha de Prata de pronta romba Paralelo ao meridiano ou ponto com o dedo polegar, pressionando-a. Aplique manipulação de torque e pistonagem durante 10 segundos Bom para gripe, distúrbio gastrointestinal e dor abdominal (cólica)
  • 128. MANIPULAÇÃO DA AGULHA DE PRATA O tratamento dura de de 5 a 10 minutos em média.Comum a bebes, infantes e idade escolar O número de sessões poderá ser de 5 a 6 vezes consecutivas Nãos e deve utilizar estímulos excessivos, que pode ser desfavorável ou não produzir nenhum efeito
  • 129. CRIANÇA NA IDADE DE SETE MESES OU MAIS SÃO TRATADAS SEGUINDO UMA ORDEM SEQUENCIAL 1- Costas : pontos da bexiga e VG12 2- Ombros e pescoço B10 e Vb21 3- Peito e Abdomem VC, subcostal e para umbilical 4- Braços e Pernas (meridianos) 5- Retorne á area das costas no final
  • 130. CRIANÇA NA IDADE DE SETE MESES OU MAIS SÃO TRATADAS SEGUINDO UMA ORDEM SEQUENCIAL
  • We Need Your Support
    Thank you for visiting our website and your interest in our free products and services. We are nonprofit website to share and download documents. To the running of this website, we need your help to support us.

    Thanks to everyone for your continued support.

    No, Thanks
    SAVE OUR EARTH

    We need your sign to support Project to invent "SMART AND CONTROLLABLE REFLECTIVE BALLOONS" to cover the Sun and Save Our Earth.

    More details...

    Sign Now!

    We are very appreciated for your Prompt Action!

    x